Do lixo ao luxo

O motivo de eu quase nunca escrever aqui é que: NÃO SEI FAZER POST PEQUENO. Só que isso acaba me impedindo quase sempre pois acabo quase nunca tendo tempo de parar pra fazer um post decente, então resolvi tentar mudar um pouco esse pensamento.

Depois que passei a separar o lixo direito eu ando prestando mais atenção nas coisas que jogo fora e a maior parte, são embalagens... Seja de arroz, açúcar, macarrão, assim como lata de milho, caixinha de creme de leite. E vendo uns vídeos bem por acaso no yt eu vi que ~pessoas bem mais evoluídas que eu ~ conseguiam fazer inúmeras coisas com essas embalagens. É óbvio que algumas não tem outra coisa a se fazer a não ser mandar pra reciclagem, mas as que eu vi que dava pra fazer algo eu separei. 

Fiz saquinhos/caixinhas/latinhas para presentear quem eu amo. Ficou bem diferente, lindo e essas embalagens eu sei que não vão pro lixo pois quem teria coragem de jogar isso fora?!



É claro que essas embalagens só caberiam coisinhas muito pequenas, mas com a prática vem a perfeição. E uma observação para "usei somente coisas que já tinha aqui pra decorar. Jogar fora coisas que podem ter uma utilidade não é ser sustentável". E aí, vocês ja adivinharam o que tudo isso aí era antes de virar o que virou??? Deixa nos comentários. Quero ver se alguém acerta :)

Meus looks de 2018

Eu queria fazer um post falando como foi meu natal, quem sabe tirar algumas fotos da decoração na minha cidade, talvez mostrar algum vídeo engraçado que tivesse acontecido nesse dia, mas a verdade é que não teve natal. Não sou de passar essa data fora e minha família depois que minha mãe faleceu não comemora. Eu queria pelo menos ir tomar um açaí pra não passar em branco só que o boy não quis largar o jogo dele ~maldito freefire~ pra ir comigo e como eu não sabia de nenhuma amiga que não estive em comemorações eu fui dormir. Esse foi o natal mais sem graça de todos os tempos e o de vocês como foi??

Como eu já desencanei e quero muito fazer um post aqui antes do ano acabar resolvi que ia mostrar pra vocês os meus looks que usei durante o ano. 



Eu moro no interior e aqui é bem quente. Se você passar por mim vai ver que quase sempre vou estar com as pernas de fora e por ser interior não ando arrumada o tempo todo. Esse primeiro look usei pra dar um passeio cazamiga. Já esse segundo eu usei pra ir a missa. Eu tenho esse macaquinho preto que usei no natal de 2016 e ele é bem básico só que como eu vivo querendo inovar minhas roupas pra não ter que comprar outras eu botei essa blusa por cima dele e ficou bem legal. Eu uso bastante assim.



Esse cropped vermelho também foi eu que fiz, não lembro nem qual era essa peça antes de se tornar ele, mas lembro que usei bastante. Hoje não tenho mais pois vivo limpando meu guarda-roupa pra tirar o que não me serve. E nossa como eu estava magrinha nessa foto.
Eu não sei vocês mas eu ganho muitas roupas, inclusive esse de listras eu ganhei de uma amiga. Ele era gola alta mas não tinha condições de usar pois muito quente, daí cortei a gola e agora uso que só. Já deu pra perceber que vivo customizando, rs.



Essas fotos foram em junho época dos festejos de São João da minha cidade. Esse macaquinho eu só usei essa vez aí da foto. Eu lembro que quando comprei ele eu estava bem magrinha e ficou perfeito só que agora eu dei uma engordadinha e ele está beeeem curto e eu não me sinto muito bem usando, mas ele é lindo. Na segunda foto mais shorts. É incrível a minha capacidade de escolher sempre shorts jeans da minha pilha de vestidos, macaquinhos, calças e saias que pouco uso. E essa lindona aí é uma amiga que fiz esse ano. 



Nunca na minha vida que eu me imaginei usando um macaquinho assim. Ele é daqueles modelos mais soltinhos que no corpo fica parecendo um vestido. É lindo e por nunca ter usado uma peça assim no começo eu me senti insegura, mas depois que me acostumei eu me senti muito poderosa. 2018 foi um ano bom devido a essas descobertas.
Foi o ano também em que usei minha primeira blusa com decote. E dava pra ver real os meus seios e é obvio que na foto não dá porque eles são bem pequenos. Adorei quebrar o tabu de que "mulher de seio pequeno não pode usar decote" e digo mais, fica lindo.



Esse look eu usei no show do rock, que aqui pra nós, não gostei não, prefiro mil vezes o do ano passado. E só pra deixar registrado é muito esquisito sair de casal com a Joyce, rs. Já o segundo look se fosse há alguns anos eu jamais usaria. Sempre me odiei de vestido colado, não achava que ficava legal porque me achava magra demais. Agora até que gosto é uma roupa muito confortável. 



Mais um look de missa e por incrível que pareça, estou de calça e com minha pose de sempre, rs. Com a calça perfeita todo mundo fica um mulherão da porra, eu amo roupas que favorecem o corpo da gente. Mano e essa blusa que eu tenho à cinco anos e continua igual?? Já tentei ver se conseguia doar mas não dá pois gosto demais. O da segunda foto foi um dia bem aleatório mesmo. Essa blusa não era um cropped foi mais uma que customizei, aiai.



Mais um vestidinho ~amo estampas~. Essa foto foi em novembro no aniversário da minha sobrinha, que inclusive foi eu que decorei ~tema da festa, naruto~. Foi uma noite bem conturbada em várias situações mas a gente tenta lembrar só dos momentos bons. E essa princesa que está comigo é filha de uma amiga minha. E por ultimo o dia em que mais me senti meiga. Pelas fotos que você viu acima já dá pra notar que eu não uso muito salto né? Pois eh. Não sou muito fã, mas nesse dia deu vontade. Eu AMEI esse look, sei que está bem básico mas mesmo assim me deixou com um ar mais diferente do habitual, sei lá, me deixa, rs.

E aí o que vocês acharam dos meus looks?? Eu sei que está bem simples mas eu não sou uma moça de eventos, fazer o quê?!!! Eu achei que tem até muitos looks pra ter sido um ano que pouco saí de casa, rs.

Absorventes reutilizáveis??

Minha relação com a menstruação sempre foi um pouco turbulenta. Digamos que eu odeio menstruar porque odeio sentir cólica. E a minha não pode ser normal. Não dá pra aceitar, rs. Minha saga de procurar o absorvente perfeito começou aos meus 14 anos. Meldels lembro como se fosse hoje a primeira vez que eu fui comprar absorventes sozinha, hahahaha; cheguei na farmácia morta de vergonha e ainda pedi pra moça fazer um embrulho pra que ninguém visse o que era aquilo... COMO SE MENSTRUAR NÃO FOSSE A COISA MAIS NATURAL DO MUNDO.

Meu ciclo começou bem louco e eu sentia sempre MUITA cólica. Tinha meses que não vinha nada e tinha meses que já vinha demais. SUJAR A ROUPA era meio que uma rotina já e sou traumatizada até hoje. Era incrível a habilidade de isso sempre acontecer no colégio. Aos 18 meu fluxo se decidiu, ficaria 7 fucking dias comigo e tem raros meses que vem 5/6 dias somente.

Absorventes pra mim sempre foi sinônimo de alergia, coceira, vermelhidão e um sofrimento constante que durava 7 dias (sem contar os outros 3 que levava pra me recuperar). Aos 24 decidi procurar uma solução pra isso que acabou comigo usando protetor diário. Sim, isso mesmo, aqueles absorventes minúsculos que parece que não segura nada. Eles funcionaram comigo  e eu estaria usando até hoje se não tivesse decidido PARAR DE USAR ABSORVENTES DEFINITIVAMENTE. Como assim, ta maluca???? Não dá pra fazer isso.

Decidi no começo desse ano que ia tirar tudo que não me fizesse bem. E por incrível que pareça eu nunca tinha me tocado que absorventes nunca me fez bem. Pelo contrário, só me trouxe raiva. Resolvi então juntar o útil ao agradável. Procurar uma solução que fosse saudável tanto pra mim quanto pro mundo.

Mês passado resolvi usar absorventes de pano (coisa de mãe). Só que não sei, a princípio achei muito nojento não vou mentir, mas daí eu pensei, "poxa mas é só sangue. meu sangue. por que isso seria nojento??" E foi então que pesquisando/lendo/assistindo mais a respeito eu comprei meu "KORUI". A compra em si não foi cara mas pqp que frete foi aquele, rs??! Finalizei a compra e tentei mentalizar a longo prazo. Se der tudo certo vai ser um investimento e tanto.

E meus amigos(...)
É pra isso que estou aqui hoje, pra dizer se deu tudo certo ou se minha busca ainda continua. Meu korui chegou na quinta (13) e na sexta eu já menstruei, parece que a danada tava só aguardando o novo brinquedinho chegar, rs.



DIÁRIO DE TESTE
1° dia : Foi a coisa mais esquisita do mundo. Como eu já estava acostumada com o protetor diário que é bem fininho na hora que coloquei o absorvente parecia que eu estava com uma fralda. Não. Sério, rs. O fecho (abas) que tem entre as pernas foi o pior. E sem falar que vazou (passei cerca de 6 horas com ele porque queria ver quanto tempo ele aguentava). Sim. Pelo lado bom eu estava em casa. Me troquei e vida que segue.

2° dia : Partiu trampo e fiquei tão assustada por ter vazado que levei sim um absorvente descartável comigo na bolsa. Foi tudo bem tranquilo (eu não parei um só minuto e não vazou). O desconforto passou também e tinha horas que eu chegava a esquecer que estava menstruada. Ele absorveu muito bem hoje e olha que meu fluxo estava mais forte que ontem.

3° e 4° dia : Bem tranquilo também e se teve um descontrole foi no meu humor. Fui de gargalhar à chorar em segundos, rs. Acontece.

Estou no meu 6° dia e estou bem, achei que seria mais difícil mas não. Vou continuar com esse método por um tempo mas quero testar outras opções. É claro que como qualquer produto, esse eu consegui achar pontos negativos, que podem ser também falta de hábito. A BASE DELE É MARROM o que me impossibilitou de saber a hora certa de trocar. Acredito que se fosse branco facilitaria mais as coisas até mesmo na hora de higienizar.

Comprei duas unidades da versão MINI (selva e jardim) e eu comprei especificamente pelo tamanho ser menor. Não me arrependi por ter comprado ele porque eu acredito de verdade que seja o que funciona pra mim mas nada me impede de comprar outro modelo se no futuro esse não me agradar mais.

Minhas postagens tomaram rumos muito diferentes e eu não sei se estão curtindo essa vibe. Falem aí nos comentários se eu continuo trazendo temas assim ou se já deu, rs. O post ficou gigante, mas acho que é isso :)

Coisas que parei de fazer em 2018

Não tomo mais CAFÉ nem REFRIGERANTES e eu parei por motivos de saúde. Eu era o tipo de pessoa que passava 18 horas por dia tomando café. Eu não tinha controle sobre mim mas desde que dei uma crise forte com dor no estômago que fui parar na emergência eu decidi que estava na hora de parar. Hoje não sinto mais nada ~gloriadels~ e não sinto que precise voltar a tomar café. Nem lembro do gosto pra falar a verdade. Já o refri parei mesmo por motivos de "qual a necessidade de tomar algo que na verdade só faz mal?"



Evito a todo custo um SALGADO, mas ainda não fui forte o suficiente pra largar de vez. E eu resolvi colocar aqui mesmo assim porquê eu só como mesmo quando sou convidada para algum aniversário ~que é beeeem raro~. Eu nunca compro salgado. Fim.

Outra coisa que também parou de entrar aqui em casa foi PÃO. O boy lancha no trabalho e eu como não tomo café acabo optando por comer sempre fruta pela manhã. Não tenho problemas com isso.

PAREI DE FAZER AS UNHAS. Antes eu tinha minhas unhas bem grandes e eu adorava, me sentia bem em pinta-las as pessoas elogiavam e tals. Até que percebi que eu meio que não fazia aquilo por mim mas sim pelas pessoas. Hoje mantenho elas curtas mesmo. Ter que lavar roupas à mão não ajuda muito também pra que elas cresçam. Vivem quebrando. Resolvi parar de me estressar. Consequentemente parei de comprar ESMALTES.



BATONS também é outra coisa que não compro mais. Teve um tempo aí que eu estava obcecada, não podia ver um que já queria comprar. Hoje eu tenho dois que uso pra trabalhar porque são mais discretos e tenho uns quatro (incluindo um vermelho vibrante) que uso pra sair ~coisa que quase não faço também~

PAREI DE COMPRAR POR IMPULSO.  Antes eu via algo e já queria comprar, não estava nem aí se era caro e acabava me endividando. Eu ganho sempre muita roupa ou seja, não tinha necessidade mas eu achava bonito queria levar. Hoje não mais, eu me pergunto se eu realmente estou precisando daquela peça, se sim eu levo se não jamais.

COMPRAR À PRAZO é outra coisa que também não faço mais. Isso é o que mais afunda as pessoas. Vão só comprando e quando vê tá uma dívida enorme que nem em dois anos termina de pagar. Isso é horrível e te impede de investir seu dinheiro em coisas que realmente vale a pena no futuro.

ITENS DE DECORAÇÃO era algo que eu comprava muito e só servia para a) me dar mais trabalho na hora de limpar e b) pra Mel quebrar. Parei.

USAR SALTO quem inventou que mulher precisa usar isso?????? Gente, eu odeio com todas as minhas forças e eu fico pasma e acho lindo quem sabe andar com um salto agulha e realmente gosta daquilo sabe, porque eu quanto mais baixo melhor. Deixa eu com meu tênis mesmo que sou feliz.

Eu amo ler porém PAREI COM OS LIVROS. Eu vivia comprando, gastava meu dinheiro todo com isso. Quanto mais eu tinha mais eu queria, a sede nunca era saciada, até que o boy me deu um kindle e foi a melhor coisa que ele fez.  Se eu quiser ler algo é só pegar e ler. Não ocupa espaço, não preciso ficar me preocupando com mofo no inverno e é um gasto a menos. Sem contar que o meio ambiente agradece.



Acho que o post já está enorme e pode ficar cansativo, mas foi só pra mostrar mesmo que com força de vontade a gente consegue mudar muitos hábitos destrutivos. Mudar é bom nos dá propósito, nos incentiva a alcançar objetivos que aparentemente pareciam distantes e nos mostra que podemos sempre tentar ser alguém melhor. E vocês o que deixaram de fazer esse ano??

Juli

Nathy - 26, Pacujá, CE. Nunca foi boa suficiente em algo e sempre que achou que ia, a vida deu outro rumo e mostrou que não era ainda o momento. Ainda continua na jornada, um pouco desanimada, inibida mas ainda na luta de se descobrir.

Procure

Juli
• Template Por Sem Guarda-Chuvas • © Todos Os Direitos Reservados