Sobre as poucas e esclarecedoras palavras do Dostoiévski #4
Como já sabem não tenho o costume de comemorar e me sentir alegre nessa data do ano, mas como estou tentando mudar isso, resolvi me jogar de cabeça em tudo. Foi pensando isso que decidi, que nesse mês vou tentar fazer coisas que normalmente eu não faria. Como por exemplo, ler livros/ver filmes com essa temática e ver o que acho deles e consequentemente falar o que achei aqui pra vocês. 

Ontem mesmo baixei alguns -três- livros que eu pretendo ler esse mês. Se eu conseguir será uma vitória, meu ritmo de leitura não está lá grandes coisas e isso já tem algum tempo e estou com medo de que essa ressaca não passe mas, sigo acreditando que isso mude, rs. 


O livro/conto que li ontem foi "a arvore de natal na casa de cristo" que conta a história de um garoto que tem 6 anos e aparentemente acabou de perder a mãe. Ele está assustado, com muito frio e também com muita fome. Sai de sua casa a procura de alguém que tenha a bondade de lhe servir algo para comer. Após percorrer todas as ruas da cidade e ver as pessoas nas suas casas, com suas filhas(os) bem vestidos, ser enxotado de um lugar que entrará pra se aquecer, ter sido ignorado por um policial e finalmente ser agredido por garotos que nem ao menos o conhecia; ele enfim se encontrou aquecido, amado e alimentado, só que não mais nesse mundo. 

É somente um conto e bem curto, de apenas 5 pág, mas muito esclarecedor e triste. Mostra a essência do natal pra quem não tem nada. Pra quem vê tudo de fora. Pra quem passa frio, fome e medo. O espírito do natal está cada vez mais comercializado e a essência que tanto deveria ser praticada está sendo deixado de lado. Ninguém mais quer fazer o bem e ajudar o próximo, estamos presos demais aos presentes que iremos ganhar em tal data para dar um prato de comida a quem tanto precisa. 


Que nesse natal você se comprometa a fazer algo legal para alguém.

Marcadores: ,


COMENTÁRIOS


Blogger Tati
  Assim como você também não sou uma pessoa natalina, porque na verdade eu não tenha a crença necessária pra isso hahaha, mas por conta do blogmas decidi que não costa nada ler/assistir um pouco mais coisas com o tema.
Boa sorte pra nós duas!

Novembro Inconstante


posted on 04 dezembro, 2016


  Também não gosto dessa época do ano. Nem do começo. Por alguma razão sempre sinto uma sensação de fim, de que as coisas nunca mais serão como antes. É a fase onde mais me sinto ansiosa e busco apoio energético. Mas, creio que neste ano pude enxergar algumas coisas com olhos positivos. E desejo isso a você também. A época natalina é linda por si só, todas as cores e o que representa. Somos nós quem a enchemos de nuvens. Um beijo e muita luz pra você!

www.rosastenue.com.br

posted on 05 dezembro, 2016


Postar um comentário

Sinto-me extremamente grata por tirar um tempinho do seu dia, para me alegrar com seu comentário. Sua opinião a mim é muito importante. (Deixe o link do seu blog para que eu possa retribuir a visita.) Gratidão.

4 de dez de 2016 - Com Carinho, nnt
~next~ ~previous~